Envelhecimento Saudável e Ativo

No pilar “Envelhecimento Saudável e Ativo” pretende-se implementar ações concretas, nas seguintes áreas:

1. Educação, Formação e Ações ao Longo da Vida

O trabalho representa um contexto privilegiado de influência na saúde dos indivíduos e no seu processo de envelhecimento. As condições de trabalho devem, por isso, não contribuir para o envelhecimento prematuro dos trabalhadores e adaptar-se às evoluções do estado de saúde e às características e necessidades destes, ao longo do seu ciclo de vida ativa.

2. Adaptação do Mercado de Trabalho

O trabalho representa um contexto privilegiado de influência na saúde dos indivíduos e no seu processo de envelhecimento. As condições de trabalho devem, por isso, não contribuir para o envelhecimento prematuro dos trabalhadores e adaptar-se às evoluções do estado de saúde e às características e necessidades destes, ao longo do seu ciclo de vida ativa.

3. Oportunidades e Desafios da Reforma

É importante implementar esquemas flexíveis de transição para a reforma para sustentar a participação dos trabalhadores mais velhos na vida ativa e acompanhar as atuais metas de adiamento da idade legal de passagem à reforma.

O empreendedorismo sénior deverá ser igualmente uma prioridade, através da capacitação dos idosos para a implementação de pequenos negócios, promovendo a manutenção da atividade da população e a sua relevância societal. A criação de empresas viáveis e sustentáveis, com base em oportunidades de mercado identificadas ao nível regional deverá ser um dos principais objetivos da inclusão da população sénior na sociedade, promovendo a atividade e o complemento das suas reformas, bem como a relação inter-geracional que se estabelece.

Envelhecimento Saudável e Ativo
Satisfazer as Necessidades da População em Envelhecimento
Observar, Conhecer, Monitorizar as Populações Idosas